Contato
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

© 2016 by Talissa Maeda

A Fonte

September 5, 2018

 

Em julho deste ano recebi uma lição poderosa da natureza. Estava com minha família fazendo a trilha escolhida para aquele dia, cujo destino final era a nascente do Rio Simmen, nos Alpes suíços. É importante dizer que este rio traça a geografia e a identidade de todo um vale, composto por inúmeros vilarejos e pequenas cidades. Chegar à sua nascente representava conhecer a fonte geradora da matéria e do espírito daquele lugar.

 

Nosso trajeto começou na base do vale, onde fomos recebidos por uma majestosa e imponente cachoeira que descia poderosa do lugar para onde partíamos. Toda a subida foi repleta de outras cachoeiras em meio à paisagem rural alpina. A água sempre encontrando seus cursos e marcando presença, sem deixar dúvidas. Após aproximadamente 40 minutos estávamos próximos à fonte, e mesmo antes de avistá-la já sentíamos algo diferente no ar. Não era um lugar comum. Uma estranha e incrível sensação de estar em casa. Um modesto restaurante familiar convida para um descanso, mas queríamos chegar à fonte, da qual quase já sentíamos o vento.

 

E lá estávamos, frente a frente com ela, a fonte, como está na foto. Algo poderoso e inexplicável. A água, límpida e gelada, brota com força e volume de dentro da montanha, de dentro das rochas. Conferimos várias vezes se não vinha das inúmeras cachoeiras que visualizávamos no entorno da fonte. Não, a fonte brotava do âmago da terra, impondo uma presença que não deixava dúvidas de sua intenção e vocação. Era como se um ímã invisível nos atraísse a ela. Se suas águas não fossem tão geladas e a corrente tão forte pularíamos nela como o marinheiro diante da sereia, sábia natureza.

 

Com esta vivência impregnada na alma seguimos viagem, e percorremos novas trilhas ao longo do vale, passo a passo. Para então, no último dia, constatar que todos os caminhos estavam de alguma maneira conectados à fonte. Voltamos a vê-la de outros pontos, outras perspectivas – ora mais próxima, ora longínqua. Mas estava sempre lá. Demorei dias, senão semanas, para compreender a lição que havia recebido da natureza. A conexão com a fonte não deixa dúvidas quando se apresenta diante de nós. Ela brota de dentro. É matéria. É espírito. E os caminhos escolhidos nos levam invariavelmente a ela, compondo a paisagem da nossa vida.

Please reload

Dentro de nossa missão de apoiar o desenvolvimento integral de indivíduos, grupos e organizações, criamos experiências colaborativas e sensoriais que vão desde reuniões criativas e workshops para grupos a atendimento individual de coaching.

September 5, 2018

Please reload

Assine nossa newsletter